26 de outubro de 2022

Em um ano, Governo do Tocantins faz investimentos através da Agência de Fomento, e garante avanço do empreendedorismo

Em um ano, Governo do Tocantins faz investimentos através da Agência de Fomento, e garante avanço do empreendedorismo

Decorrido um ano da gestão do governador Wanderlei Barbosa, investimentos no fortalecimento da economia, por intermédio da Agência de Fomento, contribuíram com a retomada do desenvolvimento pós-covid

Dock JR / Governo do Tocantins

O processo de retomada e fortalecimento da economia tocantinense, nos últimos 12 meses, passa pelos investimentos por parte do Governo do Tocantins no empreendedorismo, por meio da Agência de Fomento do Tocantins. Foram atendidos 91 municípios, dentre os 139 existentes, aproximadamente 1000 contratos formalizados e disponibilizados mais de R$ 12,3 milhões de reais.

“O Governo do Tocantins, pelo comprometimento do governador Wanderlei Barbosa, fez aportes financeiros na Agência de Fomento do Tocantins e, com isso, foi possível contribuir com a retomada e o fortalecimento da economia nesse período tão crucial, pós-pandemia”, frisa a presidente da Agência de Fomento, Denise Rocha.

Prezando pela integração das mais diversas áreas do Estado e atendendo sugestão do governador, a gestora também destaca a realização de várias reuniões descentralizadas, ocorridas pelo interior do Tocantins. Nestas oportunidades, foram apresentadas aos pequenos produtores, a linha de crédito desburocratizada destinada para a agricultura familiar.

O alinhamento das referidas ações também incentivaram a criação de caravanas denominadas “Fomento Presente”. Enquadram-se como beneficiários as indústrias, o comércio e prestação de serviços, a pecuária e agricultura, o turismo, os profissionais liberais, a mobilidade urbana, as mulheres e jovens empreendedores, entre outros. Nestas reuniões, os agentes da Fomento apresentam as mais diversas linhas de crédito aos empreendedores, entre as quais, o crédito popular, o crédito para investimento em turismo, para tecnologia e inovação, para capital de giro e, até mesmo, o crédito on-line, que é solicitado diretamente no site da Agência, visando a agilidade na liberação dos recursos.

Crédito para Agricultura Familiar

O Estado do Tocantins tem características próprias e direcionadas para o agronegócio. Um olhar diferenciado, a partir da gestão do governador Wanderlei Barbosa se fez presente, uma vez que a prioridade não foram apenas os grandes produtores, mas também, o pequeno e o médio produtor, fortalecendo assim, as principais cadeias produtivas. Por intermédio da Agência de Fomento, os pequenos agricultores passaram a ter condições e oportunidades de custear suas atividades agrícolas, através da linha de crédito denominada “agricultura familiar”, cujas taxas são extremamente atrativas.

Crédito para Piscicultura

A partir da gestão do novo governador, a piscicultura foi ainda mais desburocratizada, tornando a atividade mais acessível e atrativa para novos investidores, como também foi sancionada a lei que autorizou o cultivo de outras espécies em cativeiro.

Com o firme propósito de incentivar a indústria da piscicultura, a Agência de Fomento do Tocantins financiou alguns projetos inovadores, entre os quais, a instalação de energia solar em um empreendimento na cidade de Gurupi, cujo aporte foi na ordem de R$ 300 mil reais, com a finalidade de expandir a produção de peixes na região.

Marise Tanaka Suzuki, a sócia da empresa beneficiada comemorou a liberação do investimento. “A linha de crédito está vindo em ótima hora e será importante para o crescimento e desenvolvimento da nossa empresa. Estamos explorando novas atividades dentro da piscicultura para fortalecer a cadeia produtiva da piscicultura”.

A presidente da Agência de Fomento, Denise Rocha, pontuou que, além de suas funções no mercado financeiro, a instituição também desempenha funções sociais. “Diferentemente de outros bancos, a Fomento tem oferecido taxas mais atrativas do que o mercado, carências e prazos mais longos, visando desenvolver as mais diversas cadeias produtivas” disse.

Crédito Popular

Entre os meses de outubro de 2021 a outubro de 2022, foram oferecidas linhas de crédito diferenciadas daquelas ofertadas pelos bancos comerciais. O programa Crédito Popular, por exemplo, disponibilizou recursos com juros subsidiados para microempreendedores individuais e, para empreendedores de atividades informais. Com taxas diferenciadas e atrativas, os prazos para pagamento são mais extensos. Já a carência para começar a quitar os empréstimos também incentiva e proporciona uma espécie de fôlego para os clientes.

É preciso reforçar que, neste último ano, mais de 600 famílias tocantinenses foram beneficiadas, entre as modalidades “crédito popular” e “agricultura familiar”, cuja taxa de juros é 6% ao ano.

Crédito para Mulher Empreendedora

O empreendedorismo feminino sempre foi uma das características marcantes da Agência de Fomento do Tocantins. As campanhas visando o fortalecimento desse segmento ocorreram em março de 2022 – em alusão ao dia internacional da mulher; em maio, por ocasião do dia das mães; e em outubro, em referência ao “outubro rosa”, um mês de “alerta e prevenção” para o sexo feminino. Os incentivos consistem em taxas de juros mais acessíveis, prazo de carência diferenciado, além longo prazo para quitação das prestações mensais.

 

Linha de crédito FINEP

A operacionalização dessa linha crédito se efetivou a partir de 2022. Ela é direcionada para incentivar – com prazos longos e taxas atrativas – o fortalecimento do comércio e da indústria, na medida em que visa atender empreendedores que queiram investir em inovações, como pesquisas, automação, robótica, equipamentos, tecnologia, softwares, internet, consultoria, energia solar, etc.

Linha de crédito FUNGETUR

A disponibilização foi intensificada no último ano pela Agência de Fomento. Considerando o potencial turístico do Estado do Tocantins, uma linha de crédito direcionada para atividades comerciais relacionadas ao turismo, como Hotéis, Pousadas, Restaurantes, Bares e Lanchonetes tornou-se um diferencial no rol de produtos da instituição.

Ações para reestabelecimento do crédito

Existe uma preocupação por parte da diretoria da Agência de Fomento, como também do governador do Estado do Tocantins, com as dificuldades que a população enfrenta no que concerne a crises financeiras que o país e o mundo enfrentaram, pelas mais diversas razões. Baseado nisso, várias ações visando o reestabelecimento do crédito e redução da inadimplência foram colocadas em prática, entre as quais isenções de juros e o aumento do prazo de carência.

O diretor operacional, Jorge Luiz Matheus, afirmou que as ações da Agência de Fomento do Tocantins, no período pós-pandemia, foram de substancial importância para a redução das diferenças sociais e recuperação da economia, além de ser fundamental para a geração de emprego e renda. “Garantimos aos empreendedores afetados pela crise, a possibilidade de manter seus negócios em plena atividade, evitando demissões e eventuais falências. Os contratos vigentes e a carência foram prorrogados e, acertadamente, as taxas de juros foram reduzidas”, disse o gestor.

A avaliação final da presidente da Agência, Denise Rocha, foca na coesão da gestão estadual. “É preciso ressaltar a união de esforços e parcerias entre as Pastas geridas pelo Governador Wanderlei Barbosa, neste primeiro ano de gestão. Essa característica permitiu que as equipes de cada Secretaria, cada Instituição ou Autarquia – de forma integrada – pudessem promover avanços e conquistas para o Estado como um todo.

Voltar